domingo, 23 de junho de 2013


Hey pepow, 
esperamos que todos estejam bem, esperamos mesmo, principalmente a galera que tem aderido as manifestações das últimas semanas no país inteiro!
Nós do Vulva Fúcsia não estamos alheios a todos esses acontecimentos, e, como dito na nossa última postagem: TODA REVOLUÇÃO ESTÁ ENTRELAÇADA ENTRE SI.
Por mais que esse blog, o programa de rádio e os nossos vídeos tenham como pauta e discussão principal assuntos voltados à sexualidade, questões de genero e opressão, não estamos alheios e nem indiferentes a tudo que vem acontecendo, sobretudo no estado Rio de Janeiro. 
As manifestações que tiveram início em SP e no RJ como pauta a revogação  do aumento das passagens de ônibus, hj se tornou um ato 'mobilizado' por reinvindicações tão plurais que as vezes acho que precisamos encontrar a bussóla p reencontrar o norte e continaurmos seguindo em marcha na caminhada.
Nesta última quinta-feira (20-06-2013), alguns de nós do Vulva Fúcsia estivemos presentes no ato que aconteceu aqui no Rio de Janeiro. O ato que reuniu um 'mar de gente' que saiu da Candelária rumando à prefeitura da cidade pela Av. Pres. Vargas teve um fim, como mostrado na tv,  extremamente violento, sim violento principalemte por parte da polícia. A tv tem insistindo em mostrar de forma exaustiva a ação dos "vândalos e baderneiros", nós que estivemos lá e vimos na verdade a ação truculenta da polícia aos manifestantes, podemos afirmar que grande parte do acontecido foi na verdade o resultado de uma ação e reação. A mídia que pede para que as pessoas saiam de casa 'pacificamente'  e de forma 'ordeira', não dá o mesmo ar sensacionalista a ação fascista do governo do estado e da polícia que agiu de forma irresponsável com todos os manifestantes, pedem para que as pessoas não se misturem para que a polícia possa conseguir identificar os q promovem a 'perturbação da ordem', mas a polícia em momento algum fez questão de diferenciar, foi tiro, porrada e bomba p todo mundo e para todo o lado, vimos as pessoas coagidas e encurraladas, sem oferecer nenhum perigo e resistência, até pq a grande multidão nos primeiros ataques das bombas recuou em direção à central, tentando fugir do que estaria por vir, enquanto isso a polícia saiu tacando bomba como se fossemos todos um bando de baratas a ser exterminadas por inseticida.
Isso mostra a verdadeira intenção da mídia ao mudar sua postura em relação às manifestações: o suposto apoio serve aos interesses do Estado ao justificar a ação truculenta da polícia ao expor cansativamente os tais atos de "vandalismo". Como se por esse motivo a polícia tivesse carta branca para sair por aí atacando e agredindo as pessoas.
Mais uma vez salientamos aquilo que a mídia não tem mostrado, a truculência de alguns policiais, o perfil ao qual ela tem direcionado os fatos de acordo com seus interesses e os interesses ao qual atende, os grupos que estão no poder atualmente. Ter uma base, discutir qual o próximo passo vai nos evitar transtornos, porque, ao nosso ver, a manifestação é para melhorar o Brasil e não pra levá-lo de volta a idade da pedra, digo, ditadura.
E infelizmente a direita, com a ajuda da mídia, está querendo tomar o controle do movimento, atropelando todas as questões que os grupos sociais já vinham lutando há muito tempo! O gigante não acordou, pois os movimentos de esquerda sempre estiveram na luta, nas ruas, sendo chamados de arruaceiros, e com a mídia sempre reduzindo essas lutas ao trânsito congestionado. Quem talvez tenha saído da inércia é uma grande parte da população que não percebia a importância do papel do povo na política, porém sair da inércia sem minimamente saber o que já acontece é um tanto vazio.
Antes de passarmos adiante oq é veiculado por parte da mídia burguesa, devemos analisar oq de fato é verdade e quais os jogos de interesses estão em campo, quem está sendo defendido e quem é o verdadeiro oprimido.
Eu como cidadãx brasileirx sou vandalizada todos os dias, eu como brasileirx me sinto depredada quando não tenho um atendimento adequado nos hospitais públicos, eu como cidadã brasileirx tbm sofro com os problemas da falta de uma escola pública de qualidade e eu como cidadã brasileirx tbm faço parte do patrimônio dessa nação e desse país.
Os setores públicos dizem estar empenhados em defender o patrimônio público e privado durante as manifestações, agora que os mesmos setores se empenhem em zelar por todos nós.
E p finalizar "Revolta não é vandalismo", como bem disse o jornalista Boechat.


"A imprensa é tão poderosa no seu papel de construção de imagem que pode fazer um criminoso parecer que ele é a vítima e fazer a vítima parecer que ela é o criminoso. Esta é a imprensa, uma imprensa irresponsável. Se você não for cuidadoso, os jornais terão você odiando as pessoas que estão sendo oprimidas e amando as pessoas que estão fazendo a opressão."

-Malcolm X

Reações:

0 comentários: