domingo, 15 de junho de 2014

     


      De umas semanas pra cá tenho observado um discurso/debate a cerca das feministas transfóbicas.  O que muito me intriga é o fato de que toda e qualquer violência sofrida por mulheres cis hétero, cis lésbica e trans feminina, é uma violência proferida à imagem da mulher, e a imagem que essa mulher representa no seio dessa sociedade patriarcal/paternalista, hétero, cristã e branca. 
 
     Até onde meu conhecimento/entendimento de feminismo, questões referentes a construção de gênero e sexualidade me permitiu enxergar é que: ser mulher, se entender como mulher e definir um determinado padrão de gênero como sendo seu, assumir determinada identidade, vai além do fato de se nascer com buceta, útero, canais vaginais, ponto G e clitóris. É construção, identificação e/ou adequação. O fato de nascermos com determinada genitália não é o que determina o quão louc@s seremos por vestidos, brincos, bonecas e/ou carrinhos, bola de futebol  e etc. isso vai de encontro ao quanto somos estimulados para aderir determinados comportamentos e apreciação de determinadas coisas, que mais tarde entenderemos como 'coisas de meninas' e 'coisas de meninos'. 
   
     Embora acredite que cada um/a tenha o direito de identificação com uma causa e/ou com uma luta na qual se sinta mais pertencente e tocad@, não encontro justifica plausível para essa corrente e promoção do ódio de alguns grupos feministas às mulheres trans. Isso, na minha compreensão de feminismo, deixa de ser feminismo e passa a ser sexismo... e pelo que entendo... é contra isso que estamos lutando já faz algum tempinho, ou não?!          
     Não se sente estimulada pela causa, deixe passar reto, não se importe, ignore... acho digno, mas desperdiçar energia para promover o ódio contra a figura da mulher trans, ao meu ver é muito contraditório! 
 Mulheres cis, mulheres trans e saparrachas... uni-vos... 
DIGA NÃO AO FEMINISMO BUCETISTA! 
Reações:

0 comentários: