terça-feira, 16 de julho de 2013

É interessante acompanhar certas noticias e ver como tem gente que se valoriza usando o sexo como moeda de troca. Objetifica o corpo e coloca o sexo como uma mercadoria e o 'meu' valor se dá de acordo com a dificuldade ou facilidade com a qual eu me rendo aos meus prazeres e necessidades 'carnais' [HMMMM adoro churrasco e linguiça]. Se eu aprendi a domar minhas necessidades eu tenho em minhas mãos um grande objeto de troca e valho muito no mercado dos relacionamentos cristãos.
Para esse tipo de pessoa, não é a forma que eu me relaciono com as pessoas, nem minha interação com mundo de uma forma socialmente positiva e ética que determina meu valor/meu caráter [td put@, viad@ e pedagog@], mas sim o quanto eu consigo negligenciar minhas necessidades sexuais e negociá-la em troca de um relacionamento ou mesmo status social, sendo por assim dizer uma 'dama'. {se tratando de homens estes estão liberados a explorar suas necessidades sexuais e se não o fizerem é que serão taxados de termos q os 'desqualificam moralmente'}.
Isso implica em muitas coisas, afinal de contas, cada um tem/sente necessidades físicas, biológicas e sexuais de forma variável e individual. Assim como algumas pessoas gostam mais de doce e outras gostam mais de salgado, algumas pessoas têm maior interesse em exercer sua sexualidade de forma mais ativa do q outras e isso não significa que os diferentes perfis tem algum desvio de conduta moral e ética, ou que sejam doentes ou qq coisa do tipo...as vezes é só o mapa astral da pessoa... vai saber [risos] 

Reações:

0 comentários: