quinta-feira, 30 de maio de 2013


E aí 10 entre 10 amigues do Vulva Fúcsia pensam, onde as Vulva vai ralar as Vulva nos fins de semana? Bem amigues, Possivelmente numa festa desse dj maravilhoso, agora também amigo querido, Dj Lindote (carinhosamente Lindoth com h no final)! Que toca nas festas mais lindas da noite carioca...  Agent tá sempre lá, porque o babado musical é certo, independente do ritmo musical, apesar de cad@ um@ de nós ter noss@s preferências... E ele é um cara eclético, tem uma festa para cada vibe nossa, desde rock, passando pelo mpb, o trash, pop, alternativo...
Ele também adianta pra nós o que poderá acontecer na tão aguardada Bagaceira especial de Dia nos Namorados que vai rolar dia 7 de junho, na qual ele promete fazer o possível pra desencalhar todo mundo! Que será que ele pretende? #mistério
 Enfim, chega de enrolation, vamo pra interviéu(sic): 
Vulva: Beeeem, eh, deu branco! Não conseguimos pensar em perguntas pera...
Lindoth: Que isso, gente. Podem mandar pq eu tô preparado, haha!
Vulva: Você trabalha em festas diversificadas, de festas de mpb como a Cadê Tereza, outras para o público mais alternativo e a festas mais populares como a Bagaceira, que é um enorme sucesso. Em quais destas festas você vê um público mais disposto a sai pro "crime"?
Lindoth: Ah, acho que na Bagaceira. Por ser uma festa totalmente democrático, tudo pode acontecer. De qualquer forma, vejo o povo "indo pro crime" em todas as minhas festas. Tendo proporcionar um clima bom para todos se sentirem à vontade e, assim, fazerem o que derem na telha. 
Vulva: Fale-nos sobre todos os seus projetos atuais, as festas que você tem trabalhado! Esse espaço é seu!
Lindoth: Então pessoal, eu tento atacar em vários estilos. Apesar de respeitar, não curto a onda de fazer 3, 4 festas iguais. Não faz sentido na minha cabeça! Atualmente tenho colocado muitas fichas na Safadinha, a minha festa de funk (estilo muito pedido pelo público da Bagaceira mas que rola pouco relativamente, pq temos que abranger muitos ritmos musicais) e em um outro projeto bem nos arcos da Lapa, com um visual incrível. Se preparem porque julho chegará com novidades Lindoteanas!
Ah, mais uma coisinha: talvez a Bagaceira apareça de casa nova. Em breve, novidades...
Vulva: Como surgiu a idéia para a festa Bagaceira? Eu sei que quando vou eu nem consigo dançar porque a festa é um sucesso, sempre cheia de gente querendo curtir o que houve de trash nos anos 80/90/00 e o que ainda há de trash no mundo musical. Agora a gente já vê algumas festas com os temas parecidos, depois da Bagaceira. A idéia foi um sucesso, tanto que está sendo mega copiada né?
Lindoth: Putz MUITO COPIADA! Eu fico meio bolado com isso, mas ao mesmo tempo com orgulho. O foda é que o povo copia tão na cara de pau que os nomes são muito, MUITO parecidos! Tem uma festa em São Paulo com o nome de BAGAÇA! Cópia descarada! Enfim, isso prova que é um sucesso, né?! Agora eu quero ver se elas tem algum DJ que é LINDO até no nome! =P
Vulva: E na cabine de Dj, rolam muitas abordagens, cantadas ou você separa trabalho e prazer? Se é que tem como separar uma coisa da outra nessa vida (nós do Vulva não seríamos profissionais o suficiente para isso) rs
Lindoth: Olha, quando eu falo ninguém acredita: eu quase não pego ninguém nas festas. É que eu fico muito focado no trabalho! Ao contrário da maioria dos produtores e DJ's dos lugares que toco, eu realmente vivo disso. Abandonei a minha vida de jornalista pra me dedicar integralmente a essa vida que tanto amo. Logo, não levo tudo na fanfarra! Ah, mas se eu falar que eu nunca fico com ninguém é mentira, hehe. Mas mesmo quando faço, é discretamente. Sobre a cabine, rolam muitas cantadas, sim. Apesar disso, eu percebo quando estão dando mole só porque eu sou o DJ e (é, eu sei que vocês não acreditar, haha) não curto isso, não. Claro que já peguei meninas assim, mas evito porque acho até triste. Eu sou um amante a moda antiga! =P 
Vulva: Nenhuma pegação na noite é garantida, isso é fato... tá
Até mesmo @ boy/girl mais banhado de mel volta sozinh@ pra house, alguma vez na vida, mas temos percebido que essa tem sido a realidade de muita gente em muitas festas. A que você atribui isso? o medo das pessoas tomarem um toco? falta de coragem? Será que ainda existe essa conversinha fiada de “se valorizar”, na sua opinião? Ou o tipico 'só vim p curtir a música e dançar' é veridico nessas festas?!
Lindoth: Bom, não sei ao certo. Eu conheço muita gente que passa o rodo nas minhas festas, hein! Acho que depende muita da pessoa ser mais cara de pau, sem travação. Como eu sou muito travado, muitas vezes volto "liso" porque deixo de chegar exatamente por medo de toco. É, faço 30 anos esse ano e ainda passo por isso! Tosco, né? Enfim, acho que a boa pra quem quer pegar mais gente é ser mais audaz, chegar na lata mesmo. Mas aquela máxima, né: faça o que eu digo, não faça o que eu faço! 
Vulva: Você confidenciou a nós, Vulvas, que na próxima Bagaceira especial de Dia dos Namorados ninguém vai sair solteiro. Será que você pode nos adiantar o que está rolando nessa sua kbcinha pra desencalhar esse povo todo? Qual vai ser a mágica?(me preparando para ir!)
 Lindoth: Olha, eu sempre penso nas ideias mais esdrúxulas pra Bagaça, e costumam dar certo, hein! Posso adiantar que teremos cupidos rodando pela festa, num estilo parecido com o famoso "correio do "amor". Não posso obrigar ninguém a pegar ninguém, mas que tentarei ajudar, tentarei!
Vulva: Tem algumas dicas pro povo que tá na secura desencalhar? Será que o povo faz a linha decorador, desses que valoriza a beleza inter ior, ou o povo tá mais preocupado com a fachada mesmo?
Lindoth: Acho que a fachada conta muito no começo da festa. Lá pras 3h da matina, o povo não liga muito pra isso não, principalmente na Bagaceira. Não sei qual a linha que esse povo mantém, mas repito o que já tinha falado: a boa é chegar firme mesmo. Afinal, o não nós já temos, né?! 
Vulva: Como você sabe, nós somos um blog de sexo, sexualidade, comportamento, prazer e tudo relacionado. Então... Conte-nos alguma aventura sexual, algo que foi marcante para você nesse ponto, uma experiência sua (que você possa dividir conosco, claro...)
Lindoth: Olha, uma vez eu fui num show do Marylin Manson na Fundição Progresso, e no mesmo dia rolou uma festa pós-show. Enfim, colocaram um dark room lá. Resumindo a história: fiquei com uma menina e fui pro tal "quarto escuro"...quando estava recebendo um sexo oral (e de olho fechado), sinto alguém me cutucando...era um segurança! O cara começou a falar que ali não era lugar pra isso, sendo que quase não dava pra ver o cara! A menina ficou toda sem graça, e eu fiquei argumentando "cara, você tá por fora, porque aqui É O LUGAR PRA ISSO"! Enfim, foi uma situação muito escrota, mas bem engraçada, hehe!
P.S: A menina quase mordeu o "meu garoto" com o susto! 
Vulva: As suas festas atraem massivamente o público GLBTTS , a que você deve tamanho sucesso? Boa música? Um ambiente digamos, acolhedor e aberto a tod@s? O diferencial das suas festas?
Lindoth: Modéstia à parte, acho que muito disso é motivado pelo jeito que eu trato todas as pessoas. Sempre fui muito mente aberta com qualquer tipo de postura sexual. Sempre tive amigos gays e frequentei lugares com todo o tipo de público, sem preconceitos. Acho que o fato de tratar o público gay como "iguais" faz com que eles voltem e ainda divulguem as minhas festas. Eu sei que soa tosco isso de "tratar como igual" porque é ÓBVIO que isso natural. Afinal, ELES SÃO IGUAIS, UÉ! O problema é que na prática o mundo não é assim, né. Já ouvi muitas histórias absurdas em que meus amigos foram destratados em festas, inclusive em lugares que já toquei. Enfim, jamais irei admitir esse tipo de coisa rolando nas minhas festas. Uma vez um fã da Bagaceira e da Matinê Dezoito veio me perguntar, via Facebook, se poderia ir "montado". Ele curte se vestir mulher e perguntou se teria algum problema. Respondi de cara que não e que se alguém falasse alguma coisa ruim, poderia me chamar que eu colocaria pra fora na hora! Depois de alguns meses, ele apareceu montado. Foi sensacional! =] As pessoas tem que ser felizes do jeito que querem, simples assim.
 Vulva: Para fechar os trabalhos, A titia quer pedir músicaaaa: 
“Evidências” – Chitãozinho e Xororó
“Muito Estranho”- Dalto ( Não sei se rolaria, mas é pedido de nossa Vulva Rainha.)
“Show das Poderosas” Que é o que o povo quer dançar ralando a tcheca na noith.
Lindoth: Pode deixar. Prometidas! o/ Essa do Dalto eu admito que nem tenho, mas vou catar!
Vulva: A titia vai se despedindo, tem algum recadinho para deixar aos nossos leitores?
Lindoth: Quero agradecer aos integrantes do Vulva que me apoiam desde o começo. Vocês são sensacionais e sempre fico muito feliz quando vejo vocês batendo cartão nas minhas festas. Organizar eventos me trouxe não apenas reconhecimento; trouxe também novas amizades incríveis! =]
Ah, e até a Bagaceira, dia 7, e a Cadê Tereza?, dia 15!
Evento Bagaceira: Clique Aqui
Evento Cadê Tereza: Clique Aqui
Vulva: Aguarde-nos também! Beijos da Titia!
Reações:

1 comentários:

Camile disse...

Ahh que lindo!!!

Bagaceira e Cadê Teresa nos esperam!

Ah, Vulvinha linda lembrou de Evidências. Muito amor! <3