sexta-feira, 8 de julho de 2011

Todos que acompanham a trajetória do Vulva Fúcsia, sabe que este blog e todos os programas de rádio e de TV vinculados a ele falam de sexo, no âmbito mais popular da palavra, da mesma forma que você fala com seus amigos num barzinho bebendo aquela cervejinha básica, brincando com tabus, excentricidades, revelando segredos, ensinando truques... tudo com muito humor, sarcasmo e palavrões (lógeeeco)

Na última semana, quando colocamos o evento no facebook para o segundo programa desse ano, o Programa VULVA FÚCSIA [Mistérios da língua: Sexo oral], fizemos como que de praxe o convite para nossos contatos e pedimos a quem pudesse contactar os contatos deles, etc. Fizemos a divulgação via twitter, msn, até aí tudo bem. Foram convidados cerca de 900 contatos. Destes 50 confirmaram presença no evento e 10 talvez. Mas 100 pessoas fizeram questão de dizer que não estariam presentes. Ficamos pasmos e tentamos entender o motivo de tal manifestação a respeito do programa. Qual o problema em falar de sexo? O texto não continha mais do que abordagens humoradas sobre o assunto, gírias populares e sem usar os tão populares e apreciados pelo nosso público palavrões!

O que ficou claro é que as pessoas sentiram-se agredidas quando mencionamos e propusemos uma discussão sobre o assunto de uma forma aberta, sem rodeios. E isso ficou ainda mais evidente quando nós da organização do programa recebemos um email do facebook dizendo que o evento havia sido removido da rede social por motivo de mensagem “obscena”. Após todo esse blablabla wiskasache, a que conclusão cheguei?

Que há SIM uma patrulha moral na internet, não estou falando no caso de denuncias a paginas de pedofilos e coisas contra a lei, mas gente que não suportam ver pessoas exercendo a liberdade de expressão para assuntos que dentro de suas concepções são errados ou inapropriados. Elas não são daquelas que apenas apagam da timeline as coisas que não concordam ou desaprovam, mas se METEM, GRITAM, TROLLAM E SE ACHAM NO DIREITO DE CERCEAR O DIREITO DE LIBERDADE ALHEIO. Esses eventos não são apagados sozinhos, mas sim porque incomodou alguém, o facebook assim como todas as instâncias sociais, são feitas por pessoas. Ou seja, fomos censurados pelas pessoas que se sentiram incomodadas conosco. Embarreirando discussões necessárias na maioria das vezes.
Tenho o direito de dizer que essas pessoas não fazem sexo (ou todo trabalhados na hipocrisia fingem que não fazem, que são virgens e castos e fazem sexo apenas para reprodução) e querem que você também não faça. Que você nem pense nisso.



Uma resposta para isso é bem clara. Não aprova sexo oral nem quem o pratique? Não faça ora essas! Não assista nosso programa, mas não tente calar nossa voz! Se não tá satisfeito com nosso conteúdo na sua timeline porque simplesmente não clica no Xzinho do canto?
Não sei como a psicanálise apontaria essa patologia de perseguição comportamental, mas eu nomeio isso de FRIGIDEZ RECALCADA. Sabe aquela criança invejosa que quebra seus brinquedos pra que nem vc nem ela possam brincar? É bem por aí. Quer empatar o ato sexual dos outros e pior, empatar os que querem falar de sexo! Gente que finge que nunca deu na vida, e ainda por cima morrem de inveja de vc que dá gostoso e é feliz! E é um grupo grande de gente assim, e organizada: NÃO ESTUDAM SEUS OBJETOS DE REPULSA e começam a boicotar e trollar tudo que aponta e incentiva a liberdade de pensar e existir. Usam as leis, seus padrões estéticos tradicionais, seus preconceitos, livros religiosos milenares para fundarem seus discursos. Coisas que não vemos apenas na internet, mas quando entramos em ambientes de vivência comum: clubes, faculdades, ruas, bancos...

É muito triste pessoas que não conseguem sequer ler a palavra sexo e ignorar! Elas precisam trollar, reclamar... tudo frustração de gente mal comida...

Vulva Fúcsia Alerta: Sexo também faz bem a saúde mental. Mantenha seu cérebro em dia, faça sexo!
Reações:

1 comentários:

Tadeu Silva disse...

Também odeio aquela faixa!!!! kkkk
Muito criativo o seu blog, adorei!

http://contosdotadeu.blogspot.com/